terça-feira, 9 de julho de 2013

Dicas para quem vai fazer FIV


Enquanto espero o dia da transferência, vou escrevendo para aliviar a tensão e compartilhando com vocês o que estou passando.

Em geral, as mulheres que passam pelo tratamento não falam sobre isso pessoalmente, preferem a internet e acho que isso ajuda a preservar nossa privacidade.

Pensando em como ajudar quem está iniciando esta jornada (para quem não leu o restante do blog, está será minha 1ª tentativa de FIV), vou compartilhar algumas dicas, pois ficamos confusas, ao mesmo tempo em que há tanto informação, lendo tudo, com muito senso comum misturado à artigos técnicos, o que acaba nos deixando confusas...

#Dica 1: A escolha do médico
Buscar referências do profissional, do conselho, de pacientes, da reputação e currículo.
Além de uma boa formação em universidades de destaque, com especialização, o que é pré-requisito, é importante também sentir confiança, receber atenção e sentir amparo, algo importante neste momento. A acessibilidade é essencial.

#Dica 2: A escolha da clínica
Buscar referências da clínica, da equipe médica, pesquisar preços e projetos de fertilização, assim como comentários na internet (se há reclamações sobre o atendimento, etc)
Verificar a composição da equipe, a estrutura da clínica e reputação (idoneidade).

#Dica 3: Buscando esclarecimentos e realizando exames
Saiba escolher as fontes confiáveis na internet e aproveite a consulta com seu médico para tirar todas as dúvidas. Verifique se todos os exames foram solicitados, o que é essencial antes de começar qualquer tratamento ou tomar uma decisão.

Um dos desafios no tratamento de infertilidade está relacionado à idade, pois os ovários envelhecem e produzem óvulos em menor quantidade e de pior qualidade. Infelizmente esta é a lei da natureza... As chances de gravidez diminuem e as possibilidades de abortos e doenças cromossômicas do bebê aumentam. Por isso, os exames são importantes, já que os resultados dos tratamentos de fertilização tendem a ser piores e a quantidade de medicação utilizada maior, implicando também em maior custo financeiro.


O custo de uma FIV varia, depende da cidade, do tipo de tratamento e do profissional, mas em geral varia de R$12.500,00 a R$16.000,00 (o que inclui os honorários do médico, da clínica e medicamentos).