sábado, 3 de agosto de 2013

Motivos da falha de implantação de embrião no útero na FIV

Após receber o negativo, ainda estou muito abalado e não para a incansável busca de resposta para as questões: Quais os exames a serem feitos? Por que não foram feitos antes? Devo descongelar os embriões e continuar no próximo ciclo?
Ainda não conversei pessoalmente com minha médica. Ela recebeu por email a informação no negativo e simplesmente me respondeu: “Quando não acontece a implantação, pode haver problemas genéticos”. E ponto.
Isso me deixou muito perplexa. Só isso para explicar tanto sofrimento em um tratamento custo em termos financeiros, físicos e emocionais?
Digo isso pois já li vários relatos de outras mulheres em que os médicos continuam indicando sucessivas FIVs, que tem todos os desgastes já cruelmente conhecidos, sem antes fazer uma análise do embrião ou mesmo informar o casal sobre quais problemas genéticos podem ocorrer.
Há médicos que ficam conhecidos por duvidosos tratamentos imunológicos, cobrando caríssimo consultas somente particulares e medicamentos também questionáveis quanto à eficácia.
Sabe, neste momento, até pode bater o desespero, encontramos muitas mulheres desoladas e é incrível a sensação de solidão. Ao mesmo tempo que é bacana pesquisar em blogs e fóruns, tento manter o pé no chão e a racionalidade das estatísticas dos procedimentos. A fé é importante, mas não podemos deixar de lado a lógica de todo este processo, que mexe com nossos sonhos, mas há um lado material de um “mercado” por trás, de medicamentos, tratamentos e procedimentos altamente lucrativos.
Lógica capitalista à parte, é importante manter a calma e ter confiança no profissional. Confesso que estou repensando a confiança que depositei em minha médica.
No mais, ainda estou digerindo a notícia e tentando entender “por que a implantação não dá certo?”

Vou publicando o que encontrar...