quinta-feira, 27 de agosto de 2015

Continuando com “Good News”!



Meninas, estou de volta!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! Foram dias super intensos no trabalho, mas também no processo da FIV. Vou resumir aqui os últimos acontecimentos.

Depois da ligação do médico no domingo, recebi a ligação da embriologista na terça, conforme esperado. Ela foi um amor e disse que os embriões estavam evoluindo muitíssimo bem! Alguns foram descartados devido à fragmentação e estávamos com 15 bem lindinhos, que maravilha. Estava no trabalho, fui até um cantinho para falar com ela e fiquei uns minutos paradinha depois da ligação, respirando fundo e torcendo para que continuassem a crescer.

Aí fiquei na quinta esperando a última ligação – e decisiva -  da clínica. Foi outra embriologista que ligou, mas muito simpática também e trouxe ótimas notícias!!! Ficamos com 6 embriões de qualidade muito boa, ela disse que são “embriões de livro de medicina”, de tão bonitinhos!  Ufa, maior euforia, mas tive que respirar fundo e voltar para uma reunião tensa de trabalho com o presidente da empresa para explicar os resultados das metas e orçamento. Apertei a tecla "SAP" no cérebro, apenas da vontade de sair de lá para comemorar :)

Passei o dia muito feliz e meu marido estava viajando a trabalho, ficou contente demais quando liguei para ele, contando a novidade. Até imaginamos que ficariam uns 9, mas s embriologista informou que a taxa é essa mesmo para chegar até D5 de blastocisto, que foi uma boa “safra”... rs.

Nesta terça cedo, fomos conversar com o médico, ele disse que as dúvidas sobre os embriões não seriam a causa principal, já que são de qualidade e evoluíram bem. Ainda ficou a dúvida sobre a retirada ou não do mioma. Ainda não estou segura quanto a isso e prefiro fazer uma tentativa sem retirar, pois tenho apenas um de 4,5 mm que é intramural e não está afetando internamente o útero ou abaulando a cavidade. Pois é, sempre há um dilema na minha história. Resolvo um, aparece outro... Mas espero que seja questão de tempo e que tudo logo se resolva.

Ficou então decidido que farei um ultrassom para ver como este mioma está se comportando após as doses de hormônio (e ele teve uma mega dose!) para decidirmos. Obviamente, será com um médico da clínica (tudo particular) e aí vem aquela dúvida que sempre é “pacote amarrado”, tipo venda casada, quando indicam quem é o profissional que deve fazer. Não gosto disso, mas acredito na ética dos profissionais envolvidos, prefiro pensar assim.

No dia 16 farei então o ultrassom e então conversarei novamente com o médico. Ele disse que iríamos transferir 2 de cada vez. Comentei que tinham sido 3 nas tentativas anteriores, mas deixamos em aberto para pensar melhor depois do exame. Aguardando......... Bjs a todas!
 
]