terça-feira, 22 de dezembro de 2015

11 semanas: outra madrugada no Pronto Socorro...


Pois é, depois de uma agitada no trabalho, eu e meu marido fechamos a semana de forma tranquila ao visitar alguns amigos, até criamos coragem para contar sobre nossa gravidez. Não sei se foi precipitado, mas foi bacana ver a felicidade do maridão ao contar para todos que seria pai e mostrar no celular o vídeo que ele fez do último ultrassom na quarta. Foi tão lindo, esperamos muito por este momento!
Voltamos para casa por volta da meia noite, quando fui tomar banho e, de repente, começou a escorrer muito sangue pelas minhas pernas. Chamei meu marido que foi até o banheiro, tentou me secar e não parava de sair sangue. Comecei a tremer, achei que era o fim. Tremendo, peguei a primeira roupa que vi pela frente e fomos até o hospital.
Depois de esperar por uns 30 min, o médico de plantão da ginecologia nos chamou. Com uma cara de “saco cheio”, pediu para deitar na maca que ele faria o exame de toque. Disse que o meu útero estava aumentado por causa dos miomas, aparentava ter 16 a 18 semanas (enquanto ainda estou com 11). O exame doeu pra caramba e ele disse não ter encontrado o motivo do sangramento.
Perguntei se eu iria fazer o ultrassom para ver se o bebê estava bem. Ele nem respondeu e colocou um doppler para ouvir o coração. Disse que não estava ouvindo. Nisso, já começou a descer uma lágrima. Aí depois de um tempo, ele disse: “Pode levantar, está ouvindo esta batida rápida, ele tá vivo ainda”.
Me troquei engolindo o choro e, quando ele prescrevia um novo ultrassom, perguntei se apareceria minhas mulheres desesperadas como eu e ele respondeu: “Aqui só vejo histórias tristes”. Pensei: “Melhor ficar quietinha”. Fui até a ala de recuperação e passei noite tomando soro com Buscopan para a cólica e Plasil para o enjoo.
Puxa, este susto foi grande... Mas sei que meu bebê guerreiro está bem e vamos passar por tudo isso! Dá tanto medo e espero chegar logo às 14 semanas quando estarei saindo da "zona de risco". É tanta emoção que ainda não comprei nenhuma peça para o bebê e nem comecei a pensar no quarto. Em janeiro, quando tudo passar, farei isso, começarei a planejar o enxoval.
Agora ficarei em repouso e talvez nem vá para a praia neste período de festas, ainda estou avaliando o que é melhor. Tudo vale a pena pois neste ano ganhei  o meu melhor presente de Natal da vida!!! Bjs para tod@s!!!!!