quarta-feira, 16 de dezembro de 2015

Mais um susto hoje, correria para pronto socorro e novo ultrassom... haja emoção!!!

Pois é, depois da postagem de ontem, hoje acordei com muita cólica e eis que ele voltou, o famigerado sangramento. Ai, aquele frio na barriga. Tinha acordado cedinho para uma reunião de trabalho e fiquei esperando para ver se passava. Não era com muita intensidade, mas em tom escuro e constante. Meu marido acordou e contei para ele. Vi a cara de espanto, pois já estamos meio traumatizados com todas estas idas e vindas.
 
Bom, liguei para a médica, que estava em cirurgia e me disse para ir ao pronto-socorro fazer um ultrassom de emergência. E lá fomos nós. Preenchi a guia de entrada novamente com “suspeita de aborto” e fiquei aguardando a médica da ginecologia me chamar.
 
A médica foi bem bacana e tentou me acalmar, dizendo que pode acontecer mesmo nesta fase inicial, aí tentei ficar mais tranquila enquanto fui para a sala de exames, até que foi rápido, este hospital é excelente!
 
Aí chegou a outra médica, muito simpática também e tentou fazer o ultrassom vaginal, mas o útero está bem espesso, doeu bastante e ela não estava conseguindo ver o bebê. Vocês já devem estar imaginando o meu desespero... se ela não ouvisse o coração do bebê iria ouvir o meu que estava quase pulando do peito!!!!!
 
Ela fez então externo e eis que ele aparece, tão lindo e tão serelepe, nosso baby. Ela disse que estava tudo certo e só então relaxei ao ouvir os batimentos. Ele se mexe tanto – acho que joguei uma adrenalina no meu corpo todo com a ansiedade que ele ficou agitado também!
 
O bebê está com 5 cm, idade gestacional estimada em 11 semanas e 5 dias, realmente um pouco maior que a cronologia (hoje estou com 10 semanas e 5 dias).
 
Ufa, passado o susto, a médica que nos atendeu sugeriu manter o Utrogestan, mas recomendou consultar a médica que me atende no pré-Natal.
 
Rapidamente já passei um WhatsApp para ela, que respondeu manter a progesterona uma vez por dia, até 28º semana.
 
É, um pouco de emoção faz parte da vida, não é?! Um bebê tão esperado merece atenção e olha que ainda faltam ainda mais 30 semanas.... rs. Não posso reclamar de tédio.

Está um momento complicado no trabalho com aquisição por um grupo estrangeiro, com demissões de diretoria e sei que logo chegará aos meus pares, mas no meu caso, tenho a proteção legal e terão que me aguentar por mais um tempo. Só que hoje resolvi tirar o dia para descansar, curtir o marido e organizar alguns documentos do projeto que estou levando em paralelo, que é a construção de uma casa nova para nós!!! Vamos que vamos, vai dar tudo certo em 2016. Depois de anos e anos de espera, agora vai. Bjs