terça-feira, 18 de novembro de 2014

Por que hoje as mulheres adiam a gravidez?


Por que hoje as mulheres adiam a gravidez?

Esta é uma pergunta delicada, que muitas vezes nos desviamos dela e outras damos alguma resposta bem padronizada, do tipo, “as mulheres conquistaram o mercado de trabalho e decidem sobre quanto ter ou não filhos” ou “o avanço da ciência me possibilita ser mãe mais tardiamente”.

OK, são respostas válidas e realistas, Mas será, que lá no fundo, bate um arrependimento por termos dedicado tanto tempo à carreira, conquista da estabilidade, estudos, estabilidade e busca de confortos materiais que dá vontade de poder voltar no tempo?

Infelizmente a ciência não avançou na construção da máquina do tempo, apesar de ter avançado muito na genética e tratamentos para infertilidade.

Com os inúmeros projetos profissionais com que nos comprometemos, o sonho de ser mãe é adiado. Ficamos esperando pelo "momento certo" de engravidar  Para aquelas que têm o desejo de ser mãe sempre chega, para algumas mais cedo e para outras mais tarde, mas sempre chega. É aí que a coisa desanda: as chances de engravidar diminuem em muito a partir dos 35 anos.

Um casal só é considerado infértil se tentar regularmente a gravidez durante um ano e não conseguir sucesso. Para a Organização Mundial da Saúde, somente 15% dos casais têm algum problema de infertilidade durante a vida fértil.
 
As estatísticas não nos ajudam – nem as pressões da sociedade e família quando estamos tentando!
E o sofrimento para nós, mulheres, que nos deparamos com esta dificuldade, fica entre a dualidade da culpa por ter adiado tanto ao priorizar projetos pessoais e a dúvida sobre o porquê não engravidar, quando a extensa bateria de exames do casal mostra que está tudo bem.
Ainda não tenho as respostas, acho que criei o blog para esta e outras reflexões, além do registro da minha experiência durante o tratamento, para compartilhar o que sinto e o que aprendi, com todas que compartilham deste mesmo projeto.
Hoje não me culpo, simplesmente vou até o fim para conseguir completar tudo o que conquistei, mas dividir com vocês, neste espaço, me dá forças. Obrigada a você que me acompanha e me entende...